Não vivo sem ti

Já comeco a avariar

Quando tudo parece não estar certo

Tudo começa a falhar

Quando não estás por perto.

Tremem as pernas e as mãos

E uma fraqueza começa a surgir,

Inicia a falha de visão

E a tensão a subir.

Chegamos a um ponto em que não dá mais

Temos de agir,

Saltamos muros e derrubamos barreiras

Para ter de conseguir.

Reluz, brilha quando se abre

Meu corpo fica pacifico

E até o meu estômago grita

Obrigado por tudo meu amado frigorífico.

Se dizem que a felicidade vem de dentro

Eu concordo plenamente,

Do interior do frigorifico

Para o interior do meu estômago sorridente.

Agora sim, somos felizes

Durante aqueles bons minutos

Depois comecam aqueles martrizes

E a luta recomeça, os só sobrevivem os astutos

E malucos.

 

Patricia Vila Nova

14/12/17

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s