Texto/Poema

Há muito a nossa volta!

Estas já são palavras ponderadas para vos dizer sobre o que o meu espírito queria expor. E isto acontece-me frequentemente e penso que seja comum em muitos de vocês. Tem dias que simplesmente o meu cérebro não desliga (há coisas boas e menos boas nisso) principalmente se for para “vomitar” o que o espírito sente.… Continue reading Há muito a nossa volta!

Texto/Poema

Anatomia só minha / Anatomy only mine

PT/English Hoje olhei-me no espelho e observei. Observei o meu olhar, Lembrei-me das lágrimas Que eles já derramaram Mas também lembrei dos motivos Pelo qual elas pararam. Olhei as minhas mãos, E admirei-as. Pelo trabalho que elas já desempenharam, E pelos poemas que elas já escreveram. Olhei os meus braços, E abracei-me a mim mesma.… Continue reading Anatomia só minha / Anatomy only mine

Texto/Poema

Humanization of humans while they exist

The human being is an imperfectly perfect machine. Imperfectly perfect for the things it has already achieved and the impact it has already made on this planet. The human being has so much power in his hands that I question to what extent that power consumes them. It consumes them to the point of not… Continue reading Humanization of humans while they exist

Texto/Poema

Sonolência da vida

A única certeza da vida,É o que tempo passaE abraça o fim da linha.À vidas paradas no tempo,Que perdem o seu brilho lentamenteE enganados cegamente,Por medos, angústia ou cansaçoDe acreditarem neles próprios.Faz do fracasso tem aliado,Limpa a cara, aprende e aplica.Liberta-te e para voltar a sonhar e a viverQuerer, ter e ser.Vai gaveta dos sonhos,e faz por acontecer, torna-os… Continue reading Sonolência da vida