“Ter cem sem ter”

Sem nada, cem promessas,

Sem vida, cem razões.

Sem um sopro de esperança,

Cem sonhos mas sem corações.

Numa vida com cem planos

Mas planos sem objetivos,

Vivemos para provar que existimos,

Mas a cada prova somos reprimidos.

E de volta sem vontade,

Com vontade de desaparecer,

Voltamos a luta das provas

Para provar quem dizemos ser.

Valerá a pena provar aos outros

Aquilo que nós próprios não conseguimos entender?

Cem mudas de roupa sem motivo algum,

Cem perguntas sem respostas,

Neste mundo de ilusões

E enquanto não fores tu mesmo

Tudo a tua volta serão exceções.

E voltarás a ter sonhos

Mas sem vontade de realizações.

Parabéns, acabaste com tudo e sem nada!

 

PVN – 26 Setembro 2016

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s