Sabes pelo facto de Saber

 

Sabes aquele momento

Em que fechas os olhos

E não ouves nada, apenas o pensamento.

Sabes, essa paz, calma

Que por ti passa, que por ti para,

Esse momento em que a tua alma

É a única coisa que existe e consiste?

Conheces aquele momento

Em que gostavas de ter adrenalina,

Dar gargalhadas, sentir-te menina

E novamente viver a infância?

Toda a gente sabe o saber da vida,

Toda a gente recorda e toda a gente ignora!

Sabes, porque a vida te permitiu saber

E o saber, o tiveste por viver

E vives para saber!

Mas às vezes como digo eu,

Pensar no que já pensei,

Naquilo que mudei,

Para voltar a pensar

E só chego a uma conclusão,

Que no meio desta confusão

Saber nada do que sei

Era muito melhor, do que aquilo que errei!

É a vida, ó ignorante!

 

PVN – 24 de Março 2012

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s