Caminho da Vida

 

Sente a brisa e sorri,

Desperta, olha, vive e morre.

A vida nem sempre é certa,

Mas foge, chora e corre.

 

Dizem que devemos fazer tudo,

Fazer o que nos vem à cabeça,

Seja loucuras, seja desgraças,

Não importa o que aconteça.

 

Limito-me a sorrir,

Porque loucuras não desejo,

Espero ansiosa pela morte,

Após o teu doce, apaixonado beijo.

 

Do que adianta conquistar,

Se tudo deixamos aqui,

Liberta a raiva, a fúria

E depois ergue a cabeça e sorri!

 

PVN – 18 de Agosto de 2009

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s